"Israel em Marcha"

uando chegou o tempo o povo continuar a sua jornada, o sinal para levantar o acampamento era dado (pelos sacerdotes ) que sopravam o alarme em duas trombetas de prata batida, juntamente com o Shofar (chifre de carneiro). Analisando depois as suas representações encontradas em moedas judaicas,

e esculpidas no Arco de Tito em Roma, era possível dizer que o Shofar era uma tuba de metal cintilante tendo em média 1,20m de comprimento. Uma série de pequenos sons seria o sinal para as tribos se moverem em sua ordem pré-estabelecida.

 

O Shofar ou o Chifre de carneiro (à direita) e o alarme das trombetas de prata batida (à esquerda)

De acordo com tradição judiaica Rosh Ha-Shanah, o shofar serve proclamar Deus como Rei (Heb. Melech) do universo. O shofar aclama a Sua coroação (Heb. tashlikh), a cerimônia onde os judeus vão para um córrego ou um corpo de água. Isto vem de um costume no qual os reis foram coroados no mar para proclamar que o seu domínio se estende por sobre todas as águas e por toda a terra.

Embalando a Mobília Santa

Coatitas

Os Coatitas estavam encarregados de levar a mobília do tabernáculo. Quando o acampamento era levantado, Arão e seus filhos tinham a tarefa de desmontar e embalar os objetos sagrados. Aos Coatitas não era permitido tocar estes objetos, ou até mesmo vê-los, para que eles não morressem.

Nm 4:1-16 " 1 E FALOU o SENHOR a Moisés e a Arão, dizendo: Fazei a soma dos filhos de Coate, dentre os filhos de Levi, pelas suas famílias, segundo a casa de seus pais; Da idade de trinta anos para cima até aos cinqüenta anos, será todo aquele que entrar neste serviço, para fazer o trabalho na tenda da congregação. Este será o ministério dos filhos de Coate na tenda da congregação, nas coisas santíssimas.
Quando partir o arraial, Arão e seus filhos virão e tirarão o véu da tenda, e com ele cobrirão a arca do testemunho; E pôr-lhe-ão por cima uma coberta de
peles de texugos, e sobre ela estenderão um pano, todo azul, e lhe colocarão os varais. Também sobre a mesa da proposição estenderão um pano azul; e sobre ela porão os pratos, as colheres, e as taças e os jarros para libação; também o pão contínuo estará sobre ela. Depois estenderão em cima deles um pano de carmesim, e com a coberta de peles de texugos o cobrirão, e lhe colocarão os seus varais. Então tomarão um pano azul, e cobrirão o candelabro da luminária, e as suas lâmpadas, e os seus espevitadores, e os seus apagadores, e todos os seus vasos de azeite, com que o servem. 10 E envolverão, a ele e a todos os seus utensílios, na coberta de peles de texugos; e o colocarão sobre os varais. E sobre o altar de ouro estenderão um pano azul, e com a coberta de peles de texugos, o cobrirão, e lhe colocarão os seus varais. Também tomarão todos os utensílios do ministério, com que servem no santuário; e os colocarão em um pano azul, e os cobrirão com uma coberta de peles de texugo e os colocarão sobre os varais. E tirarão as cinzas do altar, e por cima dele estenderão um pano de púrpura. E sobre ele colocarão todos os seus instrumentos com que o servem: os seus braseiros, os garfos e as pás, e as bacias; todos os pertences do altar; e por cima dele estenderão uma coberta de peles de texugos, e lhe colocarão os seus varais. Havendo, pois, Arão e seus filhos, ao partir do arraial, acabado de cobrir o santuário, e todos os instrumentos do santuário, então os filhos de Coate virão para levá-lo; mas no santuário não tocarão para que não morram; este é o cargo dos filhos de Coate na tenda da congregação. Porém o cargo de Eleazar, filho de Arão, o sacerdote, será o azeite da luminária e o incenso aromático, e a contínua oferta dos alimentos, e o azeite da unção, a cargo de todo o tabernáculo, e de tudo que nele há, o santuário e os seus utensílios."

Objeto de atenção especial era a Arca da Aliança. Em primeiro lugar os sacerdotes tiravam o véu e usaram-no para cobrir a arca. Depois disto cobriram-na com peles de texugo e acima de tudo, estendiam um sólido tecido azul. Ao terminar, os levitas colocavam os varais.

Os outros itens também receberam três cobertas diferentes, mas neles a impermeável pele de texugo estava por último. Somente a Arca da Aliança na salientava o azul, e que todo o povo poderia identificá-la com o Senhor que os conduziu.


Depois que os procedimentos de cobertura fossem completados, o Coatitas removiam a mobília sob a supervisão do sacerdote Eleazar que tinha o encargo do santuário, e era responsável pelos levitas que lá trabalhavam.

Gersonitas

Feito isto, vinham então os Gersonitas para desmontar os objetos do tabernáculo. Eles removiam as cortinas e cobertas que cobriam o santo lugar, juntamente com todas as peças da cerca de linho:


Nm 4:24-28 " Este será o ministério das famílias dos gersonitas no serviço e no cargo. Levarão, pois, as cortinas do tabernáculo, e a tenda da congregação, e a sua coberta, e a coberta de peles de texugos, que está por cima dele, e a cortina da porta da tenda da congregação, e as cortinas do pátio, e a cortina da porta do pátio, que está junto ao tabernáculo, e junto ao altar em redor, e as suas cordas, e todos os instrumentos do seu ministério, com tudo o que diz respeito a eles, para que sirvam. Todo o ministério dos filhos dos gersonitas, em todo o seu cargo, e em todo o seu trabalho, será segundo o mandado de Arão e de seus filhos; e lhes designareis as responsabilidades do seu cargo. Este é o ministério das famílias dos filhos dos gersonitas na tenda da congregação; e a sua guarda será debaixo da mão de Itamar, filho de Arão, o sacerdote."

Isto era feito sob a supervisão do filho de Arão, Itamar.

Meraritas

O Meraritas desmontavam as armações do tabernáculo - as suas
tábuas e barras. Então eles removiam todos os postes, as estacas, e as cordas que apoiavam a cerca de linho ao redor do átrio exterior.


A MARCHA

Por este tempo todo o povo estava pronto para viajar de um modo muito organizado.

A Arca conduzia a jornada.

Em primeiro lugar a Arca da Aliança sendo o símbolo do comando divino foi levantada. As varas descansaram nos ombros dos Coatitas que então marchavam à frente do povo, com a arca sobre os ombros. Alguns textos das Escrituras:

Nm 10:33-36 " Assim partiram do monte do SENHOR caminho de três dias; e a arca da aliança do SENHOR caminhou diante deles caminho de três dias, para lhes buscar lugar de descanso. E a nuvem do SENHOR ia sobre eles de dia, quando partiam do arraial. Acontecia que, partindo a arca, Moisés dizia: Levanta-te, SENHOR, e dissipados sejam os teus inimigos, e fujam diante de ti os odiadores. E, pousando ela, dizia: Volta, ó SENHOR, para os muitos milhares de Israel. "


Js 3:3-4 " E ordenaram ao povo, dizendo: Quando virdes a arca da aliança do SENHOR vosso Deus, e que os sacerdotes levitas a levam, partireis vós também do vosso lugar, e seguireis. Haja contudo, entre vós e ela, uma distância de dois mil côvados; e não vos chegueis a ela, para que saibais o caminho pelo qual haveis de ir; porquanto por este caminho nunca passastes antes."


Na jornada conduzida pela coluna de nuvem, os Coatitas que levavam a arca, e o povo seguiram. A tribo de
Judá , em primeiro lugar assumiu sua posição e marchou à direita, atrás da arca. À seguir, no centro estava Issacar e à esquerda, Zebulom.

Vinham então, as famílias dos Levitas, de Gérson e Merari que estavam utilizando os carros de boi para transportar toda a estrutura e as cobertas do tabernáculo. Os Gersonitas tinham dois carros cobertos, puxados por
quatro bois, enquanto que os Meraritas com a sua carga mais pesada, tinham quatro carros e oito bois.

Eles foram seguidos por
Rúben, Simeão e Gade, . Atrás deles vinham os Coatitas que traziam em seus ombros os artigos santos da mobília (exceto a arca). Então, na marcha, a mobília do tabernáculo estava ao centro com e as seis tribos restantes que seguiam atrás como você pode ver na ilustração:

Copyright © 1998 O Acelerador de Conhecimento Bíblico