Boas Razões Para Estudar o Tabernáculo

"O Tabernáculo"

Lembra-se que os hebreus foram sujeitos à escravidão egípcia durante 430 anos? Em Êxodo Capítulo 3, Deus ouve o clamor do seu povo e chama um homem chamado Moisés. Deus fala com Moisés na sarça ardente, e diz a para que ele vá até Faraó, Rei do Egito e simplesmente lhe falar, "deixe o meu povo ir ".

Êxodo 3:12 " E disse: Certamente eu serei contigo; e isto te será por sinal de que eu te enviei: Quando houveres tirado este povo do Egito, servireis a Deus neste monte."

Note que Ele diz que será um sinal que eles servirão Deus no
Monte Sinai. Assim Moisés vai como o Senhor o instruiu, e depois de uma série de 10 pragas, os filhos de Israel foram lançados do Egito. Eles foram conduzidos de dia no deserto por uma coluna de nuvem e a à noite pela coluna de fogo. Quando eles vieram para o Mar Vermelho, o Senhor dividiu as águas, e eles as atravessaram, e quando o exército egípcio tentou atravessá-las, as águas desceram neles e eles todos se afogaram. O Senhor os proveu e sustentou-os e então eles vieram ao Monte Sinai, exatamente como Deus disse a Moisés, e algo acontece.

No capítulo 19 de Êxodo é que nós vemos a história. Todos os 2 ou 3 milhões de hebreus estavam acampados ao pé de Monte Sinai, e Deus revela a sua glória, e diz que Ele quer que eles se santifiquem durante três dias, para então virem e se colocarem diante d'Ele. Assim eles fizeram, e Deus mostra a Sua força e Seu poder.

Êxodo 19:16 E aconteceu que, ao terceiro dia, ao amanhecer, houve trovões e relâmpagos sobre o monte, e uma espessa nuvem, e um sonido de buzina mui forte, de maneira que estremeceu todo o povo que estava no arraial.

Eles tremeram da presença d'Ele, dizendo: "Não fale Deus a nós para que não morramos," e eles não quiseram ir novamente diante d'Ele e assim eles elegeram Moisés para ser o porta-voz permanente deles, embora o Senhor quisesse que eles fossem um "reino de sacerdotes" (Ex. 19:6).

É assim, quando o Senhor lhes ordena que construam a estrutura chamada "
o tabernáculo".

Exod 25:1-9 Então o SENHOR falou a Moisés dizendo: "Fale aos filhos de Israel, que me tragam uma oferta alçada: de todo o homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomarei a minha oferta alçada... E me farão um santuário, e habitarei no meio deles. Conforme tudo o que eu te mostrar para modelo do tabernáculo, e para modelo de todos os seus vasos, assim mesmo o fareis.

Veja como se parecia:


O Antigo Tabernáculo de Israel

O Tabernáculo era uma tenda portátil com uma armação de madeira, para dar estabilidade. O santuário inteiro consistia em três partes:

1. um átrio exterior incluído por cortinas apoiadas em pilares. Era oblongo na sua forma, e a entrada estava no lado oriental.

2. o altar de sacrifício (altar de bronze) estava dentro do átrio, em frente da
entrada.

3. o próprio Tabernáculo, localizado à parte ocidental do átrio. O Tabernáculo foi dividido por um véu ou cortina pendente em duas câmaras. A primeira câmara foi chamada o Lugar Santo, continha a Mesa, o Candelabro, e o Altar de Incenso. Só os sacerdotes eram permitidos nesta parte. A segunda câmara foi chamada de
Santo dos Santos, continha a Arca da Aliança. O Sumo Sacerdote entrava no Santo dos Santos uma só vez no ano, o Santo dos Santos apenas uma vez ao ano, no Dia da Expiação.

Os objetos mais interiores para o Santo dos santos foram construídos de metais preciosos e tecidos. Os objetos exteriores foram feitos de
bronze e outros tecidos. O Tabernáculo foi coberto por uma tenda, e revestido de tecidos adicionais.

A área de Tabernáculo era de 50 metros de comprimento e 25 metros de largura. Havia uma cortina de 2,5 metros, feita de linho fino branco, que foi firmado em 60 suportes de apoio de bronze, que cercavam, e com uma entrada pelo portão oriental. Dentro do
átrio exterior estavam dois artigos de mobília, o altar de bronze, onde tdo os sacrifícios eram feitos, e a pia de bronze onde os sacerdotes lavaram as suas mãos e os pés.

O Tabernáculo construído estava ao fim do átrio ocidental e era uma estrutura de madeira revestida de
ouro, de 15 x 5 metros, divididos em duas partes por uma cortina pesada chamada o "Véu". A entrada era uma cortina colorida suportada por 5 pilares. A maior área construída do tabernáculo (10 x 5 m) , foi chamado "o Santo Lugar" e ali foi colocado três artigos de mobília dourada. O candeeiro de ouro que iluminava os pães da preposição à esquerda, a mesa de dos pães da preposição que representava o povo de Deus à direita, e o altar dourado de incens na parte de trás, o que fala de fazer orações continuamente. A menor parte construída, (5x 5) do tabernáculo foi chamada de "Santo dos Santos " e continha apenas a arca da aliança (a arca que continha as duas tábuas da Lei) e sua tampa, o propiciatório onde o sangue era aspergido uma vez por ano pelo sumo sacerdote no Dia da Expiação.

Tudo no tabernáculo era portátil de modo que, se a nuvem de glória (Heb. Sh'chinah) se movia, eles se moviam também a arca, deste modo:

Nm 10:33-36 Assim partiram do monte do SENHOR caminho de três dias; e a arca da aliança do SENHOR caminhou diante deles caminho de três dias, para lhes buscar lugar de descanso. E a nuvem do SENHOR ia sobre eles de dia, quando partiam do arraial. Acontecia que, partindo a arca, Moisés dizia: Levanta-te, SENHOR, e dissipados sejam os teus inimigos, e fujam diante de ti os odiadores. E, pousando ela, dizia: Volta, ó SENHOR, para os muitos milhares de Israel.

Eles precisavam aprender que era Yahweh quem estava acampado entre eles. Como os Israelitas marcharam no deserto, os Levitas (tribo sacerdotal) desmontavam o Tabernáculo, e, a arca era levada pelos sacerdotes, em duas
varas, então eles iam com a nuvem de glória sobre eles. Haviam três famílias procedentes da tribo de Levi que eram responsáveis para o transporte dos artigos do tabernáculo. O povo de Deus tinha que perceber que eles eram peregrinos aqui e quando Deus ordenasse que se movessem, eles precisaram estar prontos. Há algumas coisas muito importantes para se notar quanto à condição do homem ao estudar o tabernáculo.

Depois do colapso da fé deles, Deus criou algo que atrairia notavelmente os seus cinco sentidos, assim eles se lembrariam de que eram o povo de Deus. Ao longo do Antigo Testamento, Deus teve que estimular os sentidos, porque depois de Adão, e até o tempo de Jesus, o homem estava espiritualmente morto. Deus é Espírito, e todo o homem conhecia os cinco sentidos (com os quais ele poderia ver, tocar, provar, ouvir, e cheirar). O Senhor começaria aqui no tabernáculo a entesourar o povo de Israel com cerimônias e rituais de forma que eles se lembrariam d'Ele. Deus começaria a vincular um sentido ao povo por Ele governado, com algo espiritual, de forma que eles teria fé simplesmente pelo que eles viam. Se você pensa no pacto da circuncisão, cada vez que um homem ia para o banheiro, ele se lembraria do pacto. E o que foi o pacto? Aquele que um dia viria, o Messias, da nação que Deus iniciou, pelo primeiro hebreu, Abraão. O Messias seria o salvador de todo o mundo.
Ele começou lhes dando uma estrutura física chamada o tabernáculo, com toda sua mobília, e sacerdócio, e ofertas. Então Ele lhes daria sacrifícios diários (memoriais) e orações, sábados semanais, banquetes e festas, alimentos limpos e imundos, e muitas outras cerimônias e leis escolhidas, que seriam todas lembranças físicas que culminavam para o Homem que viria, que seria o Messias. Deus lhes deu tantas cerimônias, que quando Ele veio, eles não sentiriam sua falta. E o que aconteceu? Quando Ele veio eles sentiram falta d'Ele. Eles eram tão envolvidos em suas tradições e rituais que, quando Jesus veio, Ele que era a realização de todas as cerimônias, eles estavam completamente em trevas e não O reconheceram, e acabaram forçando o governador romano a crucificá-lO. Mas Deus, em Sua maravilhosa onisciência, soube disto e planejou tudo desde o princípio. Por isso, Ele instituiu o sangue como o meio de redenção.

Assim o tabernáculo era o princípio das lembranças visíveis de um Deus que é Espírito, e de Seu plano. Tudo no tabernáculo era um tipo de Jesus. Por isso é que Deus era tão específico sobre o que eles iam construir com isto. Eles não puderam usar uma mínimo de imaginação humana "para que não morram". Ouro,
prata, bronze, o linho branco fino, as quatro cores, o óleo da unção, o incenso, tudo apontava Àquele que, "se tornou carne e habitou (literalmente tabernaculou) entre nós ". Jesus disse, "eu não vim destruir a Lei e os profetas mas os cumprir." Não é nenhuma maravilha que quando Jesus foi trespassado Ele bradou, "está consumado". E o véu do templo foi rasgado pelo meio. O que foi consumado? O cerimonial do Antigo Testamento inteiro, moral, e o direito civil, foi pregado àquela cruz fora de Jerusalém. Ele veio ser a incorporação e realização da própria Lei.

Note o que Jesus disse aos dois homens na estrada para Emaús depois de Sua morte:

Lucas 24:25-27 E ele lhes disse: Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória? E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras.

Também quando Jesus apareceu vivo aos discípulos dele depois da morte dele:

Lucas 24:44 E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos.

Se lembre do que a Palavra diz,
"toda a Escritura é divinamente inspirada (inspiração de Deus) por Deus... " Quando nós olharmos a Bíblia, lembre-mo-nos de que é completamente inspirada por Deus. Quando nós olhamos cada Palavra, temos que nos lembrar que, toda Palavra é divinamente inspirada. Isso era a visão de Cristo, quanto às Escrituras, que era a visão dos apóstolos e que deve ser a nossa visão. Esta é a mesma Palavra de Deus. Não apenas contém a Palavra de Deus, ou apenas uma experiência religiosa, ela é a Palavra de Deus.

É então algo maravilhoso que cada e todo detalhe da Palavra sobre o tabernáculo tem significado espiritual? Quando olhamos à estrutura do tabernáculo, e suas partes da redenção, sem igual, vemos na mobília grande simbolismo e tipologia encontrados nelas. Lembre-se, que tudo estava apontando o dedo para o Messias. O tabernáculo, como um tipo, especificamente e em detalhes foi projetado por Deus, apontando ao caráter e aspectos do ministério de Cristo. Quando Jesus estava acusando as autoridades judaicas Ele disse, "Vocês transformaram da Casa de Meu Pai em um covil de ladrões," e dizendo, " Meu Pai " eles souberam que Ele estava reivindicando autoridade Messiânica acima do templo, e assim eles disseram, que sinal tu nos mostra para que faça essas coisas?" Veja o que Ele disse:

João 2:19-21 "Jesus respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei. Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este templo, e tu o levantarás em três dias? Mas ele falava do templo do seu corpo."

Eles estavam olhando a estrutura física (Heb. Mikdash) do templo mas Ele disse, "Destruam este templo" Ele usou a palavra hebraica "Mishkan" que era a palavra usada no Antigo Testamento para referir a Presença que iluminou o Santo dos Santos, por ocasião do Yom Kippur, no tabernáculo ou templo. Jesus disse que eu sou o templo (Mishkan) de Deus. Quando a glória (Heb. Sh'chinah) viria abaixo como um tornado ou como um funil por cima do Santo dos Santos, a Presença se manifestaria no propiciatório entre os
querubins depois do sangue ter sido aspergido, que era o mishkan. Aquela Presença foi o que o Jesus disse que, habitava dentro d'Ele. E de fato o Paulo disse sobre a igreja, não "Não sabeis que sois templo (Mishkan) de Deus?" Nós, como o Corpo de Cristo, temos a mesma Presença, que habita em nós. Deus não mora agora em edifícios, mas dentro do Seu povo . Romanos 10 diz que: "Se confessares com a tua boca que Jesus Cristo é Yaweh (Senhor) e crê em seu coração que Deus O ressuscitou dentre os mortos, serás salvo." Isto é fácil. A partir desse ponto você se torna o Mishkan de Deus. Quando Deus disse-lhes "Deixe me fazer um santuário que eu possa habitar entre eles," Ele disse literalmente "dentro" deles. O plano de Deus sempre foi habitar dentro dos que Lhe pertencem (Jer. 31:31-33) e pôr o Espírito d'Ele dentro de nós. Quando você aceita Jesus, você se torna o Mishkan de Deus.

Para você que começa este estudo rico e maravilhoso do tabernáculo, lembre-se que tudo aponta à Jesus Cristo. Tudo é uma figura d'Ele. Se você pode, inicie agora este tremendo estudo, que somará um elemento de nova força, e alegria em sua devoção para com o Senhor.

João 1:12-14 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.

O Tabernáculo do Antigo Israel